Dr. Eduardo Oliveira, da Universidade de Louvain, Bélgica, é um planejador estratégico que trabalha no planejamento do uso da terra nas fronteiras do uso da terra na África Austral.

Como melhorar a governança dos sistemas fundiários e a sustentabilidade nas fronteiras do uso da terra? Quais são as sinergias e compensações entre os desafios do uso da terra de base local e os interesses globais da terra? Dê uma olhada na entrevista informativa com o Dr. Oliveira para saber mais sobre sua pesquisa ao abordar essas questões.

Perfis online: ORCID iD // Linkedin //  ResearchGate // Google Scholar 

Perfil curto

Eduardo é um planejador espacial estratégico com dez anos de atividades de pesquisa no ensino superior, juntamente com cinco anos de experiência profissional em planejamento, governança, gestão de projetos e divulgação científica. Suas principais realizações acadêmicas são o resultado de colaborações científicas nas áreas de planejamento espacial estratégico e governança urbana para o desenvolvimento espacial sustentável nas regiões urbanas da Europa e América do Norte, e desde 2019 para o desenvolvimento rural em fronteiras de uso do solo, especificamente em Moçambique, sudeste da África, onde a maioria da população rural depende da terra e de outros recursos naturais para garantir o sustento de suas famílias. 

Como você aprendeu sobre o AfricArXiv?

Através do meu atual supervisor e líder de projeto, Prof. Patrick Meyfroidt ORCID iD https://orcid.org/0000-0002-1047-9794

Você já compartilhou resultados em outros repositórios pré-impressos ou institucionais?

Sim, no Arquivo RePEc Pessoal de Munique (MPRA). MPRA é uma iniciativa de economistas do RePEc rede de diferentes países e opera sob a responsabilidade da Biblioteca da Universidade de Munique, Alemanha. A Biblioteca da Universidade de Munique faz parte da Universidade de Munique.

Link (s) para seus uploads aceitos e trabalhos publicados:

Como a sua pesquisa é relevante para o contexto africano? 

É relevante desenvolver um processo de planeamento espacial estratégico ao nível da comunidade dentro de uma abordagem de co-produção transformadora de futuros sistemas de terra nas regiões fronteiriças, especificamente o Norte de Moçambique. Resultados esperados da minha pesquisa, conduzida no projeto do Conselho Europeu de Pesquisa MIDLAND, reconhecerá sinergias e compensações entre os desafios do uso da terra de base local e os interesses globais pela terra.

Que pergunta ou desafio você se propunha a enfrentar quando iniciou este trabalho e quais são as descobertas que o levaram aos resultados atuais?

Como melhorar a governança dos sistemas fundiários e a sustentabilidade nas fronteiras de uso da terra é a questão preliminar da pesquisa. Espero desenvolver um processo de planejamento espacial estratégico que (i) reúna atores públicos e privados operando em diferentes escalas, do global ao local, (ii) se baseie nas propostas recentes para integrar as ciências dos sistemas terrestres com o planejamento da paisagem por meio de “ arquitetura de sistemas ”, (iii) considera as compensações entre questões de sustentabilidade local e global, (iv) integra instrumentos emergentes de governança do uso da terra liderados por privados e baseados no mercado. O próximo objetivo geral é construir caixas de ferramentas metodológicas e suportes teóricos para entender as condições sob as quais mudanças deliberadas e transformadoras na governança dos sistemas de terra no norte de Moçambique e além podem ser promovidas.

Como você visualiza a comunicação de pesquisa na África?

Pretendemos publicar resultados em produtos de base local em Moçambique. Esperamos organizar workshops em Moçambique e na Bélgica, se as condições de saúde relacionadas com o COVID-19 o permitirem. Atualmente, estou gerenciando uma plataforma de comunicação científica https://twitter.com/Scienc4Society  que pretendo usar para alcançar públicos mais amplos em toda a África.

Você tem alguma opinião ou pergunta para o Dr. Oliveira? Você pode deixá-los na caixa de comentários abaixo.

Editores: Johanssen Obanda (texto) e Priscilla Mensah (imagem)

Você está trabalhando em pesquisas na África ou sobre a África? Você pode usar o AfricArXiv para enviar seu trabalho em https://info.africarxiv.org/submit/

AfricArXiv é um arquivo digital liderado pela comunidade para a comunicação de pesquisa africana. Fornecemos uma plataforma sem fins lucrativos para carregar documentos de trabalho, pré-impressões, manuscritos aceitos (pós-impressões), apresentações e conjuntos de dados por meio de nossas plataformas de parceiros. O AfricArXiv é dedicado a promover a pesquisa e a colaboração entre cientistas africanos, melhorar a visibilidade do resultado da pesquisa na África e aumentar a colaboração globalmente.


0 Comentários

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

risus quis, mi, nec efficitur. eget id sem, Donec