PubPub, a plataforma de colaboração de código aberto criada pelo Knowledge Futures Group, firmou parceria com África ArXiv, o repositório de pré-impressão africano, para hospedar pré-impressões de áudio / visuais. Essa parceria permitirá envios de multimídia em torno de resultados de pesquisa, incluindo a participação da comunidade e feedback para e de pesquisadores.  

Para mais detalhes, visite africarxiv.pubpub.org 
Proposta DOI: 10.21428/3b2160cd.dd0b543c

Como uma plataforma de hospedagem para pré-impressões, manuscritos aceitos e pós-impressões, incluindo a capacidade de vincular dados e código, AfricArXiv acelera ainda mais o impacto e a descoberta mundial das contribuições dos pesquisadores africanos para a base de conhecimento global. 

“O lançamento de preprints audiovisuais leva a comunicação acadêmica para o próximo nível - dando aos cientistas a plataforma multimídia para expressar sua experiência não apenas em texto, mas verdadeiramente envolvida com outros pesquisadores. Esta iniciativa também ajuda os pesquisadores africanos a conectar seu trabalho além do texto com emoções intangíveis que projetam urgência e relevância para o impacto em toda a África e no mundo ”.  

Joy Owango, Diretora da TCC África

Estamos entusiasmados por podermos testar isso juntos e em parceria com o Knowledge Futures Group e sua plataforma colaborativa multimídia PubPub. Esta parceria permitirá aos pesquisadores africanos explorar a comunicação imediata de suas pesquisas, apesar do bloqueio do COVID-19. Os resultados desta iniciativa nos ajudarão a entender melhor a melhor estratégia de resposta e intervenção do COVID-19 para pesquisadores de toda a África.

Obasegun Ayodele, CTO na Vilsquare

PubPub e AfricArXiv compartilham uma paixão por Open Science, permitindo o compartilhamento de pesquisas interdisciplinares e inovação liderada pela comunidade. “AfricArXiv fornece um canal inestimável e espaço de colaboração dedicado para pesquisadores africanos que buscam se comunicar sobre seu trabalho de forma rápida e eficaz”, observa Heather Ruland Staines, Chefe de Parcerias para o Grupo de Futuros de Conhecimento. “O PubPub está animado para hospedar novos formatos de pré-impressão para ajudar a garantir que o trabalho de acadêmicos africanos seja incluído nas valiosas colaborações que ocorrem para encontrar uma cura e mitigar os efeitos do COVID-19, independentemente do idioma em que é oferecido. Esperamos explorar juntos esses novos mecanismos de comunicação acadêmica. ”

PubPub, o principal projeto do Knowledge Futures Group, lançado em 2017. A plataforma de código aberto suporta dezenas de revistas e livros acadêmicos revisados ​​por pares de editores de universidades e sociedades e quase mil publicações de base criadas e mantidas por acadêmicos e acadêmicos individuais departamentos. O PubPub socializa o processo de criação de conhecimento, integrando conversação, anotação e versão em publicação digital de formato curto e longo.

Sobre o Grupo Futuros do Conhecimento

O Grupo de Futuros do Conhecimento, fundada no MIT, é uma comunidade de tecnólogos, criadores de informações e editores acadêmicos comprometidos em abordar um conjunto principal de questões prementes e complexas em instituições de pesquisa intensiva. O objetivo do KFG é desenvolver ferramentas abertas, infraestrutura e modelos de negócios transparentes que dobrem o arco da criação e consumo de conhecimento em direção à equidade e independência.

Sobre o AfricArXiv

África Arxiv é um arquivo digital liderado pela comunidade para a comunicação de pesquisa africana. Fornecemos uma plataforma sem fins lucrativos para carregar documentos de trabalho, pré-impressões, manuscritos aceitos (pós-impressões), apresentações e conjuntos de dados por meio de nossas plataformas de parceiros. O AfricArxiv é dedicado a promover a pesquisa e a colaboração entre cientistas africanos, melhorar a visibilidade do resultado da pesquisa na África e aumentar a colaboração globalmente.

Como citar isso: Ayodele, O., Havemann, J., Owango, J., Ksibi, N., & Ahearn, C. (2020). Proposta. AfricArXiv. https://doi.org/10.21428/3b2160cd.dd0b543c